1 Comentário

A Ver: Futurama

Ahh… TV de qualidade. A última fronteira…

Sim, sim, eu já ouvi falar de Breaking Bad e Game of Thrones (e também ainda não tive tempo de os ver). É verdade que nos últimos anos a qualidade das séries de TV tem aumentado consideravelmente, chegando até, em certos casos, a superar o que se vê no grande ecrã sem grande esforço (coitados dos filmes de comédia que têm que competir com Community e Parks & Recreation).

Mas vamos, por um momento, voltar à segunda parte dos anos 90 e calçar os sapatos (ou ténis) do senhor Matt Groening, que alguns de vocês podem já ter reconhecido como o criador dos comics Life in Hell e daquela série cujo nome me escapa neste momento…

simpsons_logo

Algo do género, sim

Futurama nasceu a partir do desejo da Fox de lançar uma segunda série criada por Matt Groening. Como todas as ideias parvas, a história original expandiu-se de tal forma que acabámos com Nova Nova York no ano 3000, várias dezenas de espécies extra-terrestres, naves inspiradas no Flash Gordon  e um pizza delivery boy sem futuro (ah, sou tão esperto) chamado Fry, alheio a tudo isto.

Confesso que sempre fui maior fã do género de Ficção Científica de Fantasia (ou que quer lhe queiram chamar), com os seus homenzinhos verdes, samurais espaciais, monstros parvos, naves do flash gordon e civilizações perdidas do que propriamente das naves todas ‘hi-tech’, mechas e corredores metálicos mais em voga hoje em dia. Acho que nem tem tanto a ver com os filmes, seriados e livros em si (muitos deles ainda tem a sua piada, claro) mas mais com o design ridículo e imaginativo da altura (tirando o facto de todos os aliens serem humanoides, claro).

247733_(www.GdeFon.ru)

O Sci-fi de outras épocas não se limitava com noções tão parvas como “o realismo” e era sempre terreno fértil para fantásticos cenários e ilustrações, coisa que, de certa forma partilha com nossos conhecidos videojogos, mas pronto, isso é uma conversa para outro artigo….

Sabendo isto, Matt Groening meteu as mãos à obra.

Untitled-1

…e o resto é história.

E por acaso é mesmo na história que Futurama se distingue das séries de comédia habituais, tratando a sua continuidade (sim, leram bem) com a mesma atenção que seria dada fosse este um Ficheiros Secretos ou Battlestar Galactica. Provando que os escritores da série são realmente pessoas fora do normal, Futurama consegue, num espaço minúsculo de 20 minutos, oferecer não só da melhor comédia animada existente por esse universo fora, como também criar e finalizar histórias de ficção científica imaginativas, inteligentes e imprevisíveis, que, por incrível que pareça, deixam mesmo marcas na equipa da Planet Express Delivery Service.

Futurama15

E que marcas! Os escritores de Futurama não só conseguem estes feitos sem problemas, como ainda brincam com personagens, factos e linhas de tempo como já não se vê desde o Regresso ao Futuro Parte II, com tal confiança que as personagens e eventos nunca deixam de perder a sua importância inicial. Futurama tem twists, e são muitos, mas são sempre tão bem explicados, inteligentes e imaginativos, que raramente vão sair decepcionados da experiência.

Sim, Futurama é uma série de aventuras espaciais, que por acaso são acompanhadas de comédia genial. Alguns dos melhores escritores por ai fora “apenas escrevem piadas” e é refrescante ver uma série a juntar a aventura à comédia, porque, realmente, quem disse que histórias sérias não podem ter piada? Louis C.K. aprova.

Futurama05

…e Futurama não se poupa em momentos sérios. Sim, Futurama já me deixou mais triste que as 9 temporadas que vi do ER, e aquilo era uma série em que alguém jorrava sangue pelo menos uma vez por semana. Para ser sincero, não são muitos os episódios com finais melancólicos. Esta série limita-se a quebrar esse tabu das séries de comédia apenas uma ou duas vezes por temporada (existe um certo episódio infame por ter um final particularmente amargo, e certamente das raras ocasiões que uma série ou filme me “afectou”), não nos dando o benefício de um final realmente feliz. Não, nos restantes episódios a segunda série de Matt Groening apenas nos dá a conhecer melhor as personagens da equipa, seja com as típicas histórias de origem ou até eventos que mundo este universo persistente.

Em acção: Um teorema matemático criado por um dos escritores da série de propósito para resolver o problema do episódio. A sério.

Em acção: Um teorema matemático criado por um dos escritores da série de propósito para resolver o problema do episódio. A sério.

São estes detalhes que separam Futurama, aparentemente apenas uma série de comédia animada, dos restantes programas na TV, sejam estes do mesmo género ou não. O facto de esta série conseguir este feito, e ainda assim nos dar piadas excelentes numa animação de 20 minutos é um testamento à qualidade da equipa que a produziu durante esta última década.

Se os Simpsons foram uma inspiração para Family Guy, não me admira que o sucesso de Futurama o tenha sido também para American Dad. Como sabem, nada inspirou a criação do Cleveland Show.

Se os Simpsons foram uma inspiração para Family Guy, não me admira que o sucesso de Futurama o tenha sido também para American Dad. Como sabem, nada inspirou a criação do Cleveland Show.

Futurama iniciou a sua aventura cósmica em 1999, sobreviveu 4 temporadas, foi cancelada, passou por 4 filmes, e finalmente regressou para duas últimas temporadas, acabando por finalmente chegar ao fim neste mês passado.

Enfim, será mesmo este o último capítulo, ou será que o ano 3000, quero dizer, 3007, ainda é terreno fértil para as ideias que andam a flutuar na matéria cinzenta dos produtores de Futurama? Não sei, mas pelo menos a mim já me ensinou a ignorar barreiras e fazer sempre a melhor história possível, independentemente do traço das personagens.

Anúncios

One comment on “A Ver: Futurama

  1. […] que realmente me interessam. Agora queres uma série animada também?  Eu já tinha uma série de animação favorita mas assim começas-me a complicar a vida. Ai […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: