Deixe um comentário

O Kraken Adormecido

*Splash*. *Crack*. “Oh, meu Deus.”

São estes os sons que se ouvem quando o majestoso Kraken decide voltar às profundezas do mar. Do topo de uma montanha subaquática ele pára para observar um marinheiro agarrado a uma placa de madeira e aprecia os frutos da sua destruição. Com uma gota no canto do olho (não que se note, ele ainda está debaixo de água).

“51!” – Ele exclama.

“C’um caneco, 51 barcos. Isto são muitos capitães a irem parar ao fundo do mar.”

Parece que não, mas para uma criatura mitológica que normalmente não é chamada à superfície, ainda é muita fruta. O mar ainda é grande e nem sempre há a garantia de encontrar um barco que valha a pena abater. Se tivermos sorte, ainda somos avistados por uma frota de barcos e as histórias de terror são espalhadas pelos sete mares. A melhor parte então é mesmo ouvir os comentários dos humanos enquanto lhes destruímos os barcos. Enche-me um sorriso de orelha a orelha (ou o equivalente cefalópode).

Nem todos os barcos afundaram. Um ou dois (ou 3 ou 4) capitães escaparam mas isso só me inspirou ainda mais a tentar o meu melhor no próximo ataque. Isto de assaltar navios nunca foi uma ciência exacta e às vezes bem fico a pensar “Talvez se eu tivesse destruído os canhões mais cedo, ou lhes tivesse roubado o rum com a ponta de um tentáculo.”. Mas não é mau para quem não estava a pensar sair da gruta no fundo do mar.

Mas nem tudo na vida é destruir barcos. Só porque os marinheiros me vêem a arremessar barcos contra navios não quer dizer que o cefalópode gigante se contente apenas com a destruição marítima. O relógio num dos meus muitos tentáculos está a apitar e após um ano (e tal) de madeira partida está na hora de voltar às profundezas do mar e dedicar mais tempo à vida de um cefalópode mítico e… Seja lá que tipo de projectos em que estes bichos raros costumam trabalhar.

…Ouvi dizer que o espaço é excelente para polvos gigantes. E também é grandito. Maior que o mar pelo menos. É melhor voltar à caverna e continuar a trabalhar na nave…

octodad_overview_header.0_cinema_1280.0

“Weeeee!!”

Okay, se calhar aquilo é mesmo uma metáfora e eu até gosto de escrever estas palhaçadas (mesmo que adie para depois e demore um dia inteiro para o fazer). O que quero dizer com isto é que tenho andado ocupado com outras coisas e decidi (ou os 2 meses de inactividade decidiram) que ia deixar de escrever artigos para o blog (ainda não gosto dessa palavra, que cena mais hipster) e dedicar mais tempo a outras coisas. Que coisas? Não sei. Até chegar ao espaço ainda falta muito e eu também já disse que até tenho um gostinho por escrever estes textos desnecessariamente longos. Mas como sou uma lula educada sempre achei por bem avisar caso os textos alguma vez deixassem de sair regularmente da máquina. Daqui para a frente talvez os vejam de volta aqui, noutros sites, noutros mares, ou, quem sabe, de outras formas.

Sinceramente, um grande obrigado a todo o pessoal que se deu ao trabalho de ler o que me apeteceu escrever. No breve tempo que estive à superfície descobri alguns dos melhores blogs (lá está aquela palavra outra vez) que li e aprendi um bocadinho a formar melhor as minhas ideias e opiniões sobre assuntos que me interessam tanto. Os olhos do polvo são grandes e ele não vai deixar de estar atento às outras criaturas do mar (credo, que dramático).

2r4047a

 

I’ll be back
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: